Estudo feito pelo Instituto Locomotiva, com 1.500 pessoas, mostra que ferramenta do BC deve se consolidar ao lado de carteiras digitais e QR Codes

O Pix, ferramenta de transações instantâneas do Banco Central (BC), será o meio de pagamento mais comum nos próximos dez anos, segundo uma pesquisa da Fiserv, empresa de tecnologia de serviços financeiros, feita pelo Instituto Locomotiva.

Do total de entrevistados, 91% acreditam que o recurso vai se popularizar ainda mais.

O top 3 se completa com carteira digital e leitura de QR Codes como meios de pagamentos que os entrevistados acreditam que terão ampla adesão no futuro próximo.

A pesquisa foi realizada entre os dias 29 de outubro e 3 de novembro de 2021, com 1.500 respondentes com mais de 18 anos e acesso à internet, representando a população do Brasil segundo a  PNAD, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). (…)

Você pode acessar a matéria completa clicando no botão abaixo: